domingo, 28 de agosto de 2011

Soldadinho-do-araripe e o cordel

Projeto de conservação da ave participa de lançamento de folhetos

Weber Girão

Ontem à noite, dia 28 de agosto de 2011, foram apresentados quatro títulos de folheto de cordel no Instituto Cultural do Cariri: A Curiosa História de Pedro Cotoco numa Praça do Crato (Josenir Lacerda); O Cangaço Nordestino visto como Banditismo Social (Nezite Alencar); Preconceito (Bastinha Job); e Cantoria ao Pé da Letra (Pedro Ernesto Filho). O evento foi promovido pela Academia de Cordelistas do Crato e contou com o apoio do Projeto Soldadinho-do-araripe. Entre outros prêmios, um cartaz com a ilustração da ave foi sorteado para a platéia, que teve como fechamento do evento a poesia de Luciano Carneiro, que recitou Respeite a Lei da Natureza, de sua autoria.

Sorteio do cartaz do soldadinho-do-araripe (fotografia: Karina Linhares).


Josenir Lacerda declamando seu verso (fotografia: Karina Linhares).


Assista o vídeo com o verso de Luciano Carneiro, um belo recado para que conserva prisioneiros passarinhos em gaiolas. video

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Plano do soldadinho-do-araripe é lançado

Evento conta com participação da sociedade

Weber Girão

Conforme anuncio feito neste blog, foi lançado no Crato o Plano de ação nacional para a conservação do soldadinho-do-araripe. Assista matéria exibida na televisão sobre o novo documento (acesse).

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Números do blog do soldadinho-do-araripe?

Weber Girão

Este blog completou 15 meses, um para cada ano desde a descoberta do pássaro cearense. Ele foi criado em 10 de junho de 2010 com o objetivo de divulgar ações do Projeto Soldadinho-do-araripe e tem conseguido manter a média de 1,3 postagens por semana, acabando de atingir a marca de 80 notícias.

Nesse meio tempo, divulgamos fatos felizes e tristes, convidamos e participamos de atividades com a sociedade, conquistamos parceiros e fizemos versões em inglês e espanhol, além de inspirar blogs de outras espécies ameaçadas. Nossos números são tímidos se comparados com os de blogs que falam de temas diversos, mas expressivos se considerada nossa abrangência. A versão em português soma 8500 acessos com 78 seguidores, e apesar da língua, somos observados por pessoas de outros nove países. Com as versões em outras línguas, somamos 9000 acessos.

Quero aproveitar a oportunidade e agredecer a todos que acreditam no Projeto Soldadinho-do-araripe. Sabemos que somos bem acompanhados por uma torcida fiel que deseja ver esta espécie voar para cada vez mais longe da extinção!

Clique na imagem do nosso mascote para vê-lo batendo as asas.

domingo, 21 de agosto de 2011

Censo do soldadinho-do-araripe já pode ser atualizado

Ave está cantando mais de uma vez por minuto

Weber Girão

O soldadinho-do-araripe é uma das aves mais ameaçadas de extinção no mundo. Estima-se que apenas 177 casais irão se reproduzir entre o final deste ano e o começo do próximo. Devido à gravidade da situação em que se encontram, calcular quantos exemplares restam é decisivo, pois permitirá concentrar esforços nos lugares onde eles estão em maior perigo de desaparecer.

Este cálculo é baseado em contagens do canto do pássaro, que são emitidos mais intensamente no segundo semestre do ano. O primeiro estudo do tipo foi publicado em 2004, tendo avaliado 20% das fontes da área de ocorrência da espécie (Crato, Barbalha e Missão Velha). A segunda avaliação foi divulgada em 2006, tendo abrangido 40% das nascentes. A pesquisa mais recente, publicada este ano no Plano de Ação, elevou o conhecimento para 93% das fontes d'água do Cariri cearense.

Apesar do significativo avanço de conhecimento sobre o soldadinho-do-araripe, 7% das fontes nunca puderam ser estudadas e 24% precisam ter seu status atualizado, encontrando-se defasado em seis anos. O período para iniciar estes estudos acaba de começar, pois a ave está cantando mais de uma vez por minuto. No final desta pesquisa, que poderá se estender até o início de 2012, espera-se aperfeiçoar não somente as informações biológicas, mas iniciar uma listagem dos proprietários de áreas com nascentes d'água e usuários deste recurso hídrico.

A participação de toda a sociedade é importante para preservar o ambiente que garante qualidade de vida para as pessoas da região e a perpetuação do soldadinho-do-araripe. Entretanto, os proprietários e usuários d'água têm destaque especial, pois sua conscientização em relação ao cumprimento da legislação ambiental é diretamente ligada à integridade das águas e florestas habitadas pelo animal.

Nos próximos meses são esperados reforços de outros pesquisadores que ajudarão na contagem do soldadinho-do-araripe. Se proprietários e usuários de áreas com fontes d'água resolverem ajudar na defesa da ave, certamente serão necessários muito mais pesquisadores para contar o pássaro no futuro! Este seria um exemplo de problema bom de se ter...

Plano de Ação será lançado quinta (25 de agosto 2011)

Evento acontecerá simultaneamente em Brasília e Crato

Weber Girão

O Plano de ação nacional para a consevação do soldadinho-do-araripe terá sua versão impressa lançada nesta quinta (25 de agosto de 2011) em evento simultâneo que acontecerá em Brasília/DF e Crato/CE.

Na capital federal, o lançamento celebrará o aniversário de quatro anos do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), criado no dia 28 de agosto de 2007 pela Lei nº 11.516.

No Ceará, o documento será apresentado à sociedade no auditório do Instituto Cultural do Cariri (ICC), onde funciona o escritório do Projeto Soldadinho-do-araripe (Aquasis). A cerimônia acontecerá entre oito e onze horas da manhã, incluindo debate sobre o Plano. O ICC tem endereço na Praça Coronel Filemon Teles, n.1, Bairro Centro, Crato, em frente à entrada do Parque de Exposição Pedro Felício Cavalcanti.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Soldadinho-do-araripe tem novo Plano de Ação

O novo desafio é pôr o plano em ação!

Weber Girão

A revista onde o soldadinho-do-araripe foi formalmente descrito é de 1998, contudo, começou a circular em 1999. Logo em seguida, no ano 2000, a espécie foi internacionalmente reconhecida como ameaçada de extinção. Três anos depois, em 2003, foi a vez de o Brasil declarar esta mesma condição. Nesse meio tempo, teve início uma corrida para evitar a extinção do pássaro recém descoberto.

Em 2004 foi publicado o documento intitulado "Conservação do soldadinho-do-araripe Antilophia bokermanni (Aves: Pipridae). Subsidios para a elaboração do plano de manejo." Dois anos depois, em 2006, foi a vez do "Plano de Conservação do Soldadinho-do-araripe (Antilophia bokermanni)". Na tentativa de cumprir as sugestões deste plano destacam-se algumas ações, como a proposição de um nova Unidade de Conservação que encontra-se em estudo pelo ICMBio. Outras metas tiveram avanços, especialmente após a instação do Projeto Soldadinho-do-araripe em dezembro de 2009 na área de ocorrência da espécie (Crato).

O pássaro acaba de ganhar uma nova ferramenta para sua defesa, o "Plano de ação nacional para a conservação do soldadinho-do-araripe", divulgado em agosto de 2011 (acesse). A ave cearense seria o primeiro animal brasileiro a ter um novo documento do tipo. O intervalo de cinco anos entre as duas publicações reflete a intensidade dos acontecimentos. Para que as metas atualizadas sejam atingidas, dois documentos apóiam o plano, o Sumário Executivo e a Matriz de Planejamento.

Na última quinta, dia 11 de agosto, foi proferida a primeira palestra sobre o novo Plano, realizada na reunião ordinária do Conselho Consultivo da Floresta Nacional do Araripe, ocasião em que encontravam-se presentes diversos parceiros responsáveis pela execução das metas apresentadas no documento.

Este Plano é um marco na conservação da espécie, contudo, a situação não é cômoda, pois o soldadinho-do-araripe continua ameaçado pelo desmatamento e degradação dos recursos hídricos. Somente o comprometimento de cada parceiro envolvido poderá afastar a sombra de extinção que paira sobre o pássaro, mas a cooperação de cada cidadão local fará diferença. Economizar água, não consumir carvão sem origem certificada e respeitar a legislação na ocupação do solo são exemplos de como ajudar. O Projeto Soldadinho-do-araripe agradece e parabeniza os parceiros desta conquista!

Capa do Plano de Ação, ilustrada com a arte de Fabrício Nunes.


Reunião do Conselho Consultivo da Flona do Araripe, onde o novo Plano foi apresentado pela primeira vez aos representantes da sociedade.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Aves da Europa na Chapada do Araripe!

Soldadinho-do-araripe poderia ser descoberto antes?

Weber Girão

Em 1996, ano da descoberta do soldadinho-do-araripe, era registrada apenas a metade das aves que hoje sabemos existir na região da Chapada do Araripe. Mas ao contrário do que se pode imaginar, o conhecimento sobre as aves locais não era precário. Pouco depois da metade do Século XIX, foram coletadas as primeiras aves cearenses por membros da lendária Comissão Científica de Exploração, de iniciativa brasileira. Na ocasião, pesquisadores atuaram na Chapada do Araripe, fazendo com que sua fauna fosse mais conhecida do que a de outros lugares.

Outros pesquisadores também estiveram na região, incluindo estrangeiros que realizaram coleções de aves, na maioria remetidas para outros países. No entanto, algumas aves do exterior também fizeram o caminho contrário, encontrando-se ainda hoje no Gabinete de História Natural do Colégio Diocesano / Crato. Criado pelo Padre David Moreira, o gabinete foi das iniciativas pioneiras do ensino de ciências no Ceará. Apenas Fortaleza contava com gabinetes do tipo: o do Professor Dias da Rocha e o do médico Joaquim Alves Ribeiro. O acervo didático do Colégio Diocesano teve origem na Maison Deyrolle, em Paris (saiba mais aqui), e inclui ainda hoje cinco aves taxidermizadas, além de material regional: um ninho de joão-de-barro (Furnarius leucopus) e um ovo de ema (Rhea americana), ave extinta no Ceará.

Em Missão Velha, um senhor conserva protegido um dos melhores remanecentes florestais com a presença do soldadinho-do-araripe. Uma vez ele me relatou que na década de 1960 coletou um exemplar da espécie, que teve o cuidado de empalhar e levar ao Colégio Diocesano. Não logrou êxito na identificação, mas pode ter passado perto!

Ovo de ema, que já não geme mais no juremal.


Rasga-mortalha (Tyto alba). Representante francês da espécie cosmopolita que convive conosco.


"viva aos noivos!"


Trinta-réis longe do mar. Mas aqui já foi mar! (identificado como Thalasseus sandvicensis ao invés de Gelochelidon nilotica. Lapso recorrente segundo Peter Harrison em Seabirds, 1985).


Animais com etiqueta francesa (acesse).


Garça (Bubulcus ibis). Ave do Velho Mundo que hoje vive no Brasil.


Rolinha (Streptopelia turtur).


Gavião (Buteo buteo?).


Gavião em outro ângulo.


Ninho do joão-de-barro (Furnarius leucopus).


Armário original do gabinete.


Seu Elias Pereira dos Santos, à direita, é claro!


Padre David Moreira (1910-1972).

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Soldadinho-do-araripe ganha admirador

Estando livre, ave nos cativa

Alcino Brasil

Cheio de expectativa e tensão, na última quinta-feira 28 de julho, desembarquei no Aeroporto de Juazeiro do Norte, para seguir caminho até Barbalha, a fim de conhecer de perto o Plano Nacional para a Conservação do Soldadinho-do-araripe.

Ele é um pequeno pássaro pesando aproximadamente 20 g, e com 15 cm de comprimento. Ele é branco com a cauda e as penas de vôo das asas, negras, além de um manto carmim que se estende do meio do dorso até um imponente topete sobre o bico. Está ameaçado de extinção pela perda de seu habitat natural, provocado pela cobiça do homem, desmatando a encosta da chapada, local onde ele vivia sossegadamente, quem sabe, há séculos.

Foi realmente emocionante entrar na Área de Proteção Ambiental da Chapada do Araripe, acompanhado pelo coordenador do projeto, o biólogo Weber Girão, uma pessoa corajosa, dotada de uma imensa paixão pela vida e principalmente pelos pássaros, que faz reacender em nós a esperança de que dias melhores estão por vir, onde as pessoas respeitem mais a Natureza, e recuperem os sentimentos de humanidade e solidariedade tão esquecidos nos dias atuais.

A emoção atingiu o auge no momento em que, munidos de um gravador que emitia os sons do canto do pássaro, conseguimos atraí-lo até nós e vê-lo por alguns instantes juntamente com sua fêmea de cor vede-oliva.

Depois de contemplar sua beleza no estado de natureza, passei a compreender melhor o entusiasmo com que meu filho, Tibico Brasil tanto falava do plano para salvar aquele pássaro, e senti o porquê de sua importância para evitar sua extinção promovendo ações que assegurem a conservação e recuperação da qualidade de seu habitat, as matas úmidas das encostas da Chapada do Araripe.

Ao voltar para casa senti-me também envolvido nesta cruzada e desejoso de cooperar com as pessoas que destemidamente e por um ideal maior, lutam pela proteção da natureza.


Weber Girão, Alcino Brasil, Tibico Brasil e Karina Linhares.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Crato tem outro animal ameaçado de extinção

Com civilidade, espécie será ajudada

Weber Girão

O Projeto Soldadinho-do-araripe existe para encontrar um caminho que evite a extinção deste pássaro e tudo que ele simboliza. Para ter sentido, esta trajetória tem que envolver a participação da sociedade, promovendo sua conscientização. Crato é um dos três municípios habitados pelo soldadinho-do-araripe. Esta cidade esteve muitas vezes na vanguarda, principalmente no episódio em que a república foi proclamada na igreja Matriz por José Martiniano de Alencar, em 1817, integrando o movimento conhecido como Revolução Pernambucana.

Pernambuco continua pioneiro em outras arenas. Por exemplo, juntamente com a Paraíba, estes estados nordestinos não aceitam circos com animais. no Ceará, a lei está em tramitação. Apenas o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul adotaram a mesma postura, mas dezenas de cidades brasileiras estão banindo essa atividade atrasada. O município cearense de Maracanaú já proibiu (link). Exibições de animais em circos são negativas por diversos motivos. Saiba mais sobre o assunto acessando informações aqui. O Circo de Soleil, o mais renomado do mundo, faz questão de não usar animais.

Um circo acaba de se instalar no Parque de Exposição da cidade, tendo como principal atração um elefante-asiático (Elephas maximus), espécie tão ameaçada de extinção quanto o soldadinho-do-araripe, apesar de encontrar-se em uma categoria menos grave. Nosso passarinho é classificado como Criticamente em Perigo de extinção, enquanto o elefante-asiático é considerado Em Perigo de extinção por divesos motivos. Saiba deles lendo aqui (em inglês).

Repelindo este tipo de prática, Crato seria o primeiro município cearense a dar o exemplo, evoluindo e preparando-se para ser o guardião de seu pássaro ameçado. Ganexa, é o nome do deus da sabedoria na religião hindu. Ao contrário do corpo, sua cabeça não é humana, mas de um elefante-asiático.


Fotos da montagem: Ciro Albano e www.yunphoto.net/pt/


Aliá de nome Lady, prisioneira do Circo Europeu, Crato/CE. O animal também foi exibido em Serra Talhada/PE (link), infringindo lei estadual.




Animal não é palhaço. Prisão não tem graça.